ADUFU - Seção Sindical do ANDES
Site Destaque

PELA LIBERDADE DE IMPRENSA, PELA DEMOCRACIA E PELA PUNIÇÃO DE BOLSONARO: nota da Diretoria Executiva da ADUFU-SS sobre os acontecimentos de ontem, dia 03/05/2020

04/05/2020

Ontem, 3 de maio, data em que celebramos o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, o Brasil virou notícia nos principais jornais do mundo em função de um novo episódio repugnante de manifestação antidemocrática com a participação de Bolsonaro, em meio à crise de governo e aumento significativo dos casos do coronavírus no Brasil.


Em Brasília, manifestantes reivindicaram “Armas para cidadãos de bem”, “Fora Maia”, “Fora Alcolumbre” e "Intervenção militar com Bolsonaro!", em passeata que terminou em comício, em frente ao Palácio do Planalto, com a presença de Bolsonaro, que afirmou: "Nós temos o povo ao nosso lado, nós temos as Forças Armadas ao lado do povo", e ainda, em tom de ameaça, "Chegamos ao limite, não tem mais conversa". 


Durante o ato antidemocrático, profissionais da imprensa foram agredidos e a equipe do jornal ‘'O Estado de São Paulo' foi atingida por murros, pontapés, empurrões e rasteiras. O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), classificou que ‘'toda essa violência é incentivada pelo presidente Jair Bolsonaro, que, segundo levantamento publicado neste domingo pela Fenaj, é o maior violador da liberdade de imprensa, com 179 agressões registradas somente nos quatro primeiros meses de 2020".


A diretoria Executiva da ADUFU-SS repudia veementemente os atos truculentos e antidemocráticos que vem sendo empreendidos por bolsonaristas e estimulados pelo Presidente desta República. Repudiamos, ainda, todo o movimento de degeneração institucional que vem ocorrendo no país desde 2016, mas que está cada vez mais se agravando pelo discurso de ódio daquele que possuiria o papel de ser o conciliador da Nação. Bolsonaro já incorreu em inúmeros crimes de responsabilidade, além de instigar inúmeras vezes aglomerações contrariando as orientações dos principais especialistas sanitários mundiais. Bolsonaro precisa responder pelos crimes que vem recorrentemente cometendo.  Exigimos que as instituições brasileiras se posicionem e façam valer as leis nacionais contra este irresponsável criminoso que ocupa a cadeira de Chefe do Executivo Nacional.


Gestão Construção Coletiva das Lutas 2019-2021