ADUFU - Seção Sindical do ANDES
Site Destaque

Nota de repúdio às prisões arbitrárias feitas pelo judiciário da professora da UFU sindicalizada Gercina Novaes e ex-prefeito Gilmar Machado

20/09/2018

A ADUFU - Seção Sindical e o SINTET/UFU vêm a público manifestar o seu repúdio com as prisões preventivas arbitrárias decretadas pelo judiciário da professora Gercina Novais (ex-secretária de Educação, professora aposentada da ESEBA/UFU, docente sindicalizada da ADUFU-SS, ex-diretora de extensão da UFU por oito anos e professora da pós graduação da Faculdade de Educação (FACED-UFU)) e do ex-prefeito Gilmar Machado. As prisões foram decretadas na manhã desta quinta (20) por meio da ação “Km de Vantagens” do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). A ação investiga ilicitudes em licitações de vans. A professora Gercina foi levada pela polícia de modo violento, agressivo e anti-democrático, o que é inaceitável.

A ADUFU - Seção Sindical e SINTET/UFU colocam o seu setor jurídico à disposição da professora Gercina Novais, sindicalizada e importante membra sindical, e reafirma o seu compromisso por democracia, igualdade e direitos. Precisamos resistir e lutar contra a arbitrariedade do judiciário, que tem agido no sentido de influenciar os resultados das eleições deste ano.

 

REUNIÃO PARA DIALOGAR SOBRE AS PRISÕES ARBITRÁRIAS

 

    A ADUFU - Seção Sindical e o SINTET/UFU convidam movimentos sociais, partidos políticos e entidades políticas representativas, além de interessados e interessadas no diálogo sobre as prisões arbitrárias sofridas pela professora Gercina Novais e Gilmar Machado para reunião hoje (20 de setembro), às 13h, na sede da ADUFU (Rua Nelson de Oliveira, 711, Santa Mônica).