ADUFU - Seção Sindical do ANDES
Site Destaque

Nota da ADUFU-SS sobre a pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

20/03/2020

O mundo passa por uma crise sem precedentes provocada pelos efeitos da pandemia de Coronavírus (Covid-19). Estamos diante de uma recessão global, com severas consequências para todos os países.

De acordo com dados de pesquisa realizada pela Fundação Perseu Abramo (FPA), com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil apresenta uma evolução inicial da infecção pelo vírus maior do que o expresso por aqueles países que hoje possuem maiores índices de pessoas contaminados no mundo.
.
Após vinte dias da primeira confirmação no Brasil, foram registrados mais de duzentos casos. Nesse mesmo período de início dos contágios, Itália, Espanha, França, Alemanha e Estados Unidos não apresentavam vinte casos cada um.
Diante disso, a ADUFU, Seção Sindical do ANDES - Sindicato Nacional dos e das Docentes das Instituições de Ensino Superior, sobreleva a urgência de o governo tomar medidas adequadas imediatamente.

Defendemos a revogação imediata da Emenda Constitucional 95/2016, do teto de gastos por vinte anos, que retirou da área de saúde pública cerca de R$ 20 bilhões somente no ano de 2019, nas duas décadas o prejuízo será superior a 400 bilhões segundo dados do Conselho Nacional de Saúde. Esta mesma Emenda inviabilizou o aumento do investimento em ciência e tecnologia das universidades e institutos públicos, que são setores estratégicos no enfrentamento de doenças e especialmente dessa pandemia. Vale lembrar, que foram pesquisadoras brasileiras que bateram o recorde de tempo no sequenciamento do genoma do novo coronavírus e o Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (Incor) da Faculdade de Medicina da USP já desenvolve a vacina contra o novo vírus.

Jorge Kalil, diretor do laboratório que desenvolve as pesquisas, aponta que a fase de desenvolvimento da vacina para o novo coronavírus no Brasil se deu rapidamente devido a estudos prévios sobre outros tipos de coronavírus, anterior ao causador da COVID-19. Nesse sentido, a realidade se impõe diante da falácia neoliberal e dos discursos de ódio e desconstrução do Serviço Público propagados fortemente durante a campanha e após a eleição de Bolsonaro.

A política econômica de austeridade fiscal vai na contramão da solução para a crise. A “mão invisível do mercado” só agrava a atual conjuntura, precisamos mais do que nunca de um Estado forte, a saída da crise passa por aumento do gasto público e da proteção social, não financiar a saúde mata! Pelo Fim do governo Bolsonaro! A ADUFU-SS segue por democracia, igualdade e direitos.

Gestão Construção Coletiva das Lutas 2019-2021