ADUFU - Seção Sindical do ANDES
Site Destaque

Grupos de trabalho (GTs) da ADUFU tomam posse em cerimônia virtual

25/05/2021

A ADUFU – Seção Sindical realizou na última sexta-feira (21/5), uma atividade virtual para recepcionar e empossar os/as participantes dos Grupos de Trabalho. Os/as componentes dos Gts ouviram os convidados Amauri Fragoso (representante do ANDES-SN) e Luiz Henrique Schuch (ex-diretor do ANDES-SN). A mediação desta conversa foi feita pelo ex-presidente da ADUFU, professor Antônio de Almeida. Houve ainda, uma apresentação musical do maestro e instrumentista Jaime Alem.

 

Os/as convidados/as, os/as diretores/as da ADUFU e os/as membros dos GTs participaram do evento pelo Webex Meetings. Outras pessoas que quiseram acompanhar a atividade tiveram acesso, ao vivo, pelo canal da ADUFU no Youtube e na página da seção sindical no Facebook.

 

Em entrevista para o Podcast Linha de Frente, o professor Sidney Ruocco, presidente da ADUFU, explicou que os GTs são parte importante da constituição da ADUFU e do Andes. “A gente tem que se lembrar que os GTs não se organizam apenas ao nível local, mas eles também se organizam para compor o ANDES – Sindicato Nacional. E a partir dos grupos de trabalho e dos trabalhos realizados nesses grupos é que são subsidiadas as decisões que a própria diretoria executiva toma e que o próprio Andes toma também, a partir dos seus Grupos de Trabalho nacionais. Um exemplo disso é a importante atuação que a ADUFU tem tomado frente às escolas cívico-militares que estão sendo implantadas em Uberlândia. Essa ação foi disparada a partir do GT Políticas Educacionais. O GTPE nos instigou a travar essa discussão, levamos essa discussão para a Assembleia e realmente a ADUFU passou a atuar também nessa linha contrária às escolas cívico-militares. O GTPE fez estudos, deu pareceres, organizou abaixo-assinados e isso foi de suma importância para a gente chegar nos níveis de discussão que nós estamos”, disse.

 

Em sua fala durante a atividade de posse, o professor Antônio de Almeida afirmou que a ADUFU sempre teve Grupos de Trabalho bastante ativos e que agora, a Seção Sindical em sintonia com o Andes, está fazendo um movimento de fortalecimento dos Grupos existentes e de criação de Grupos novos. Antônio contou que ficou surpreso, principalmente em função da pandemia, e extremamente satisfeito com o retorno que os companheiros/as da base deram para esse chamamento da Direção da ADUFU para integrar os GTs. Pois, todos os GTs que foram propostos foram preenchidos, totalizando cerca de 50 sindicalizados/as. “Em uma conjuntura tão adversa para o movimento docente a gente ter um retorno como esse eu considero um alento e também uma certeza: eles não tiraram a nossa disposição de luta! Eles podem estar querendo destruir a Universidade Pública nos colocando como inimigos, mas não tiraram a nossa disposição de luta e esse retorno eu acho que prova isso”.

 

Durante o evento, Luiz Henrique Schuch lembrou que a criação de Grupos de Trabalho do Andes é tão antiga quanto o próprio Sindicato Nacional. Ele relatou ainda que a discussão mais aprofundada promovida pelos GTs vem sendo decisiva no movimento docente. “É fundamental que nós tenhamos a presteza e a organização de luta para atuarmos na questão da nossa organização do trabalho, na saúde do docente e no salário do docente, mas ao lado disso e ao contrário do sindicalismo de resultado é fundamental a nossa atuação na construção do próprio ente, no qual nós trabalhamos e pelo qual lutamos, que é a Universidade Pública. Ela é necessária para a construção de uma nação e para a constituição emancipatória de um povo como o povo brasileiro”.

Nos momentos iniciais de sua fala, Amauri Fragoso homenageou as mais de 440 mil vítimas da Covid-19 no Brasil. O professor apresentou um poema de Mário Quintana, e sobre ele declarou: “A morte nasce comigo, ela é minha e eu tenho todo o direito tanto na minha morte quanto na vida. Não vai ser um genocida que vai facilitar nem adiantar”.



Em seguida, Fragoso mostrou um breve histórico do movimento sindical, do Andes e dos Grupos de Trabalho. E também orientou sobre os desafios para a sindicalização e sobre os desafios político-organizativos.

 

Os últimos 40 minutos da atividade foram constituídos por debates, falas, reflexões e valiosas contribuições de demais participantes do evento. 


Veja a atividade de posse dos Grupos de Trabalho da ADUFU:





Conheça os/as componentes:

 

• Políticas Agrária, Urbana e Ambiental

 

Aurelino José Ferreira Filho

Maria Alice Vieira

Leila Bitar

Anne Caroline Malvestios

Leila Floresta

Paulo Silva

 

• Políticas Educacionais

 

Claudia Lúcia da Costa

Iara Maria Mora Longhini

Jorgetânia da Silva Ferreira

Leonice Matilde Richter

Lucia de Fátima Valente

Lucia Helena de Paula Menezes

Luiz Caetano Salles

Maria Vieira Silva

Marina Ferreira de Souza 

Myrtes Dias da Cunha

Olenir Maria Mendes

 

• Verbas

 

Jimi Nakajima

Solange Bretas

Raquel Cristina Radamés

Edilson José Graciolli

 

• Comunicação e Arte

 

Eduardo Tulio

João Marcos Alem

Mariza Barbosa

Maria Auxiliadora Grossi

Raquel Salimero

 

• Seguridade Social e Assuntos de Aposentadoria

 

Antônio de Almeida

Raquel Cristina Radamés de Sá

Vera Lúcia Puga

Maria de Fátima Ramos

 

• Carreira

 

Helvécio Damis

Leandro Rezende

Silma do Carmo Nunes

Inia Franco de Novais

André Luiz Sabino

 

• Políticas de Classe para questões Étnico-raciais de Gênero e Diversidade

 

Diogo Gomes Novaes 

Jorgetânia da Silva Ferreira

Fernanda Cássia dos Santos

Karina Klinke

Neli Edite dos Santos

Elenita Pinheiro

Lázara Cristina da Silva

Vanessa Matos

 

• Política de Formação Sindical do ANDES-SN

 

Leonardo Segura Moraes

Filipe Almeida Prado

Rafaela Cyrino

Natalia Scartezini

Marisa Amaral

Ana Maria Said

 

• Fundações

 

José Francisco Ribeiro

José Antônio Galo

 

• História do Movimento Docente

 

Solange Bretas

Edilamar Resende 

Antônio de Almeida

Arquimedes Diógenes 

 

• Ciência e Tecnologia

 

José Diniz

Maísa Gonçalves da Silva