ADUFU - Seção Sindical do ANDES
Site Destaque

Espaço Informativo: comissão de mobilização permanente

17/04/2019

Ações propostas para serem desenvolvidas pela Comissão de mobilização, diretoria e colegiada da ADUFU:


- Participar das ações do comitê UFU contra a Reforma da Previdência (ADUFU, Sintet, DCE e APG) ajudando a colher assinaturas e fazer esclarecimentos sobre os efeitos dessa reforma, participando das ações nos campi da UFU;

- Organizar um evento para veicular vídeos gravados pela professora Maria Lúcia Fatorelli (Auditoria Cidadã da Dívida) com a participação de professores e professoras do curso de Economia para um debate mais técnico sobre a reforma da previdência;

- Estruturar a Frente Escola Sem Mordaça, inclusive em conjunto com os sindicatos de docentes das redes públicas e privadas de Uberlândia;

- Discutir e elaborar uma proposta que deixe nítida a educação que queremos: aquela que garanta a defesa das Universidades e escolas públicas, gratuitas, laicas e de qualidade, socialmente referenciadas;

- Organização de um movimento em defesa de nossa Constituição Federal;

- Definição como bandeira de luta do movimento - entre docentes, discentes e técnicos/as – a defesa em prol da pesquisa e da ciência, mostrando os cortes e impactos das ações do governo federal contra as universidades;

- Promover ações que pressionem os/as parlamentares para que assumam voto contrário a reforma da previdência, inclusive com ações no aeroporto de Uberlândia, com manifestações que cobrem deles tal posicionamento;

- Cobrar da reitoria que não ceda aos cortes que estão prejudicando, especialmente aos/as estudantes, como bolsas alimentação, RU, moradia, etc.;

- Organizar caminhadas pelos campi para divulgar a luta e fazer conscientização da comunidade universitária sobre a reforma da previdência e das ações de resistência e criar uma agenda permanente de luta;

- Visitar as unidades acadêmicas, durantes suas reuniões, para também debater e esclarecer sobre a reforma da previdência, encaminhar o abaixo-assinado nacional e sobre os ataques ao Estado de direito;

- Organizar aulas públicas na porta do RU para discutir com estudantes sobre o ataque às Universidades e ao Estado de direitos;

- Organizar evento para esclarecimento e discussão sobre a auditoria da dívida pública.