Site Destaque

ADUFU participa de Circuito de Arte e Cultura da Reforma Agrária em Uberlândia

16/11/2017

Os músicos Pereira da Viola e Trem das Gerais são algumas das atrações da etapa de Uberlândia do Circuito Mineiro de Arte e Cultura da Reforma Agrária. Nos dias 17, 18 e 19 de novembro, a cidade sedia o evento, que já passou por sete regiões de Minas Gerais, entre elas a da capital Belo Horizonte.

O Circuito é promovido pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e organizações parceiras. Segundo Aguinaldo Batista, dirigente estadual do movimento, o intuito principal é estabelecer um debate sobre questões relacionadas a interesses do campo e a cidade. “Temos procurado várias formas de dialogar com a sociedade sobre a importância da Reforma Agrária, da alimentação saudável, além de divulgar a arte e a cultura do nosso povo, seja pela manifestação artística musical, teatral, poética e fortalecer nossa luta”, destaca o dirigente, que também é assentado na região


Alimentos saudáveis

De acordo com Viktor Marques, do setor de produção do MST, “o Circuito é um espaço que mostra que é possível a produção de alimentos saudáveis, sem veneno, com produção agroecológica integrada com o meio ambiente, atrelado à Reforma Agrária”


A venda de alimentos agroecológicos e sem agrotóxico a preços acessíveis é um dos destaques da etapa do Circuito de Arte e Cultura da Reforma Agrária em Uberlândia / Foto: Mídia Ninja


A feira agroecológica em Uberlândia reúne mostras da produção dos 05 assentamentos e 05 acampamentos da reforma agrária na região e coloca em evidência as mais diversas linguagens artísticas e culturais.

A população poderá conhecer a diversidade dos alimentos agroecológicos, que são frutos da luta pela terra, produzidos pelas famílias camponesas, tais como: arroz, café, hortaliças, legumes, frutas, produtos artesanais como cachaça, queijo, doces, temperos, conservas e outras variedades.

Os produtos estarão expostos em cerca de trinta barracas. São mais de meia tonelada de alimentos in natura, cuja produção envolve cerca de 800 famílias de Trabalhadores rurais sem terra. Outra atração é a feira gastronômica, ou a cozinha da terra, que vai comercializar alimentos e pratos típicos das cozinhas regionais, como frango com quiabo, feijão tropeiro, pastel com garapa, entre outras delícias.


Homenagem a Pena Branca e Xavantinho

O Circuito presta homenagem a dupla Pena Branca e Xavantinho. A dupla foi uma das grandes expoentes da música caipira brasileira. Uma de suas canções mais famosos, "O cio da terra", teve autoria de Chico Buarque e Milton Nascimento, e gravação com participação especial do próprio Milton Nascimento.

Uma das motivações da homenagem é a ligação que os músicos, que eram irmãos, tinham com a região do Triângulo Mineiro. A família chegou a morar em Uberlândia e Xavantinho é natural da cidade.

“Vamos homenagear a dupla histórica Pena Branca & Xavantinho. Não só por terem vivido na região, mas por trazer nas suas músicas caipiras, muito da nossa cultura do Triângulo Mineiro, como a Folia de Reis, o Congado e músicas ligadas à questão da terra. Músicas que tem muito a ver com a nossa cultura do campo e com o nosso circuito. São músicos que não podem ficar esquecidos por toda essa contribuição”, afirma Ana Maria Lima, dirigente estadual e da coordenação de cultura do MST. O acesso ao evento é livre.


Programação

A entrada ao público começa na sexta-feira (17) a partir das 18:00h no Sesc Minas. Às 20:00h ocorre a abertura oficial com uma grande homenagem aos músicos Pena Branca e Xavantinho e que vai contar com participação de um grupo de Folia de Reis e com os músicos do Trem das Gerais.


O músico Pereira da Viola é uma das atrações já confirmadas para o segundo dia do evento / Foto: Mídia Ninja


Durante o sábado, além da Feira da Reforma Agrária que ocorre durante todo o dia, acontece pela manhã, roda de conversa “Direito e a Reforma Agrária”. Às 16 horas, acontece a roda de conversa “Alimentação Saudável”. Às 17 horas haverá o Ato Político que contará com participação de representantes de parceiros do MST e intervenções artísticas. A noite começa com apresentações de viola e será finalizada com um animado forró nordestino.

A manhã de domingo tem confirmada a apresentação do grupo de capoeira d’Angola Galo Cantô. Às 16:00h, haverá muita festa, música e dança popular com o grupo Balaio de Chita. Finalizando, a partir das 17:00h acontece apresentação da dupla Sinhô Passarim & Flor Bunita que vai encantar com músicas da terra e cantigas populares. Encerrando, prestigiando a cultura do povo negro de Uberlândia, encerramos com o Terno de Congado Marinheiro.


Serviço:

Evento - Circuito Mineiro de Arte e Cultura da Reforma Agrária

Local: Sesc Uberlândia - R. Benjamin Constant, 844 - Bairro Nossa Sra. Aparecida

Abertura: 17 de outubro às 18:00 horas

Encerramento: 19 de outubro às 18:00 horas

Entrada gratuita.

Mais informações: https://www.facebook.com/events/366151940507661/

======

Contatos:

Ana Maria - (34) 9 9918-1594

Diego - (34) 9 9129-7987


Texto: Coletivo de Comunicação - MST

Fotos: Mídia Ninja