ADUFU - Seção Sindical do ANDES
Site Destaque

Apoio ao povo Wajãpi: por justiça, respeito e paz para as terras indígenas

30/07/2019

A ADUFU-SS recebeu com profunda tristeza e indignação a notícia que a terra dos WAJÃPI, Aldeia Mariry, Município Pedra Branca do Amapari, Estado do Amapá, foi invadida na última semana, por garimpeiros resultando na morte do Cacique Emyra Wajãpi, de 68 anos.
A invasão ao território indígena do povo Wajãpi, representa um ataque a todos povos indígenas do Brasil, pois demonstra o objetivo de expulsar as pessoas de suas terras ancestrais. Infelizmente estamos em um governo que incentiva e patrocina a morte dos povos indígenas, quando publicamente estimula o garimpo nas terras indígenas. Nossos rios e florestas estão sendo envenenados pela prática ilegal do garimpo.
Repudiamos veementemente a fala de Bolsonaro que colocou em dúvida o assassinato do líder indígena ao afirmar que não havia “nenhum indício forte” de crime. O mandatário da república declarou ainda que pretende abrir as reservas indígenas para atividades de garimpo. E disse que ONGs estrangeiras são contra a exploração de minérios nos territórios porque desejam ver índios “presos num zoológico animal” e porque querem “ter para si a soberania da Amazônia”.
Não podemos admitir que os direitos humanos dos e das indígenas sejam violados e ainda mais que essa prática tenha a concordância do principal representante do governo brasileiro. O posicionamento de Bolsonaro, de repulsa à questão indígena, demonstra que o mandatário representa o interesse do setor privado, principalmente o da mineração.
A ADUFU se mantem na luta pelo respeito e reconhecimento dos povos tradicionais e seu direito à vida digna.